thailyrics.top

เนื้อเพลง blasph & sanryse – contra-bando

โปรดรอ...

[letra de “contra~bando” ft. dj yoke & landim]

[intro]

[verso 1: sanryse]
liricistas, contrabandistas, legistas
destas ruas brothers fazem~se à pista
não desistem, assistem
[décadas?] estão todos na lista de chindler
à conquista do euro sem desespeuro
pior contrabando do bando do contra andante
se é para o contrário, entretanto a conta vai aumentado
fast life, inception, reactions
impérios crescem rápido até tu [?] perfection
tudo lost num mundo sem heroes
abrires a situação é true blood
smoke weed, mesmo broke, g
[moh joke c?] de friday a friday
malta do bairro new jack city
get rich or die tryin’ do 50
planos de toting, sopranos, fulanos, mafiosos insanos
yeah, underage de sicilianos
chantagistas, gospel na city quer que tu assistas
quando projéteis limpam mais um nome da lista

[scratch: dj yoke]
criminology rap
[warren g?]
[verso 2: landim]
okay, okay, okay
contrabando, vida ki mim conxi desdi puto
ambiente bruto, ami é fruto
produto des sistema confuso, na corrida n’dexa kantu parafuso
desdi muito novo xintado na meio di [?]
ta tenta pa nha jogo, ta tenta pa nha regras (nu bai)
gota, ka gota, pa n’sta na meio di soldier
na tempestadi, nu obrigado [?]
contrabando contra mo n~ggas na açon
perseguiçon, inferno dentu urbanizaçon
[broad x?], experiente un bes
luta contra escassez, orienta poco, poco di cada bes
sima un jogo di xadrez
bes pa nhas un, dos, três, milli
un preso na sistema (n~ggas), tráfico
na contrabando, si kuza é ka rápido
ninguém ka sta ben salvau
calmau pa tudu call
k~mi se k~mida, you know
ka podi [?] no serviço, bro
caçador dja bira presa
lei di força, lei di vida, street n~gga
ka só rap ki é nha batida, txeca

[scratch: dj yoke]
criminology rap
[warren g?]
[verso 3: blasph]
desencravo, faço a devolução do [?]
grave, um batalhão de soldados mal encarados
nada lúcido, possivelmente atrocidado dentro da cidade
por um menor de idade
mas não é um pormenor
é a realidade
qual é a tua postura?
passaste pela cura?
comeste um akura?
watheva, [pro?] contrabando
deu~se [à morte?] a pó no nariz do mano
na ruas até às tantas, pano para mangas
liguei a balança
façam~lhe encher a pança
se estamos em folia, há sempre alguém que sente azia
não há mordomia, mostra pouca simpatia
louca terapia, atrofia, mas [?]
a minha sina é qualquer instrumental assassina
rafeiro sem vacina, a mim ninguém me ensina
para mim a merda é facílimo

[scratch: dj yoke]
criminology rap
[warren g?]

- เนื้อเพลง blasph sanryse

เนื้อเพลงแบบสุ่ม